26 de set de 2011

Querida L.

O que te dizer? (que já não tenha dito)

Talvez que seu sorriso é lindo (isso eu já disse)

Mas eu disse isso olhando no fundo dos seus olhos a ponto de parecer que estamos conectados? Não quero parecer sentimentaloide ou melodramático. Longe de mim, usar de artifícios da demagogia.

É só que hoje em especial eu queria um abraço seu, daqueles demorados. Onde se sente de verdade o cheiro e o calor do corpo do outro. Com pequenos beijos no pescoço de fazer arrepiar a alma e confortar o corpo.

Saudade.

Palavra grande. Não na forma, claro. O sentido. Teria de ser mais direto para que entendesse qual parte exatamente me refiro. Saudade talvez do que não vivi e ainda pretendo viver com você.

É difícil. É Sempre difícil, porque enquanto me pergunto “o que te dizer?” você me vem a cabeça e junto milhões de planos e situações.

Eu gosto dos seus olhos, acho que por hoje é isso.

Atenciosamente de um homem que sente por não estar perto de você, J.

Nenhum comentário:

Postar um comentário