8 de ago de 2011

Para L.

Oi, sou eu de novo (nada que você não soubesse pois está no envelope). Me desculpa te atormentar com essas cartas é só que... queria noticia sua. Por aqui as coisas estão um pouco desorganizadas, a casa está suja e o mato no quintal me impede de chegar perto do pé de amora.

Tenho bebido mais que o normal e fumado mais também por conseqüência. As faltas no trabalho me colocam em situação de risco. Não deveria te contar isso, mas me sinto ligado a você. E por mais que não queira te preocupar, tenho que te dizer a verdade.

É moça, os tempos estão mudados.

Sonhei com você a noite passada, e ao abrir os olhos senti seu perfume. Não tinha trocado a roupa de cama ainda. Você melhor que ninguém sabe como sou desleixado.

Cada dia a mais sem você aumenta meu desespero, aguardo noticias. Beijos de um homem que te ama muito. Atenciosamente J.

Nenhum comentário:

Postar um comentário