7 de nov de 2011

Sobre o tempo

Por entre destroços, sejam do meu coração ou da construção.

Por entre quedas, hora da Bovespa hora do meu humor.

Por entre cidades não tão maravilhosas e ônibus apertados.

Por entre shows legais e pessoas distantes.

Por entre cinegrafistas baleados e alunos reprimidos.

Eu continuo vivo.

Um comentário:

  1. "O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte."

    ResponderExcluir